Nit Corretora de Seguros

Blog Novidades, matérias e informações para você.

A doação de sangue é um gesto solidário

Abaixo você vai descobrir que doar sangue é simples e mais importante do que imagina.
Data da Publicação: 25/11/2021
Compartilhe:

A doação de sangue é um gesto solidário. Uma pequena quantidade de sangue pode salvar a vida de pessoas que se submetem a tratamentos e intervenções médicas de grande porte e complexidade, como transfusões, transplantes, procedimentos oncológicos e cirurgias.
Abaixo você vai descobrir que doar sangue é simples e mais importante do que imagina.

1. Uma doação pode salvar até quatro vidas
Em geral, cerca de 450 ml de sangue doado, o equivalente a uma bolsa de sangue, pode ajudar a salvar até quatro vidas. Isso significa que, se você doar a cada três meses, pode ajudar a manter vivas até doze pessoas.

2. O sangue doado não é usado apenas para cirurgias.

3. Menos de 2% da população brasileira doa sangue regularmente
No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, 1,8% da população doa sangue com regularidade. Esse número fica um pouco abaixo dos 2% ideais definidos pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS).

4. Você consegue acompanhar o estoque de sangue dos hemocentros
Foi criado um aplicativo chamado Hemoliga (https://mobilems.saude.gov.br/hemovida), que conecta o doador com hemocentros. Gratuito, o aplicativo está disponível para as plataformas Android, iOs e Windows Phone.

5. Adolescentes de 16 e 17 anos podem doar sangue.
Fisicamente eles já estão aptos para doar sangue, desde que cumpram todos os requisitos básicos para doação, mas por serem menores de 18 anos, precisam de autorização dos pais ou responsável.

6. O sangue é reposto pelo organismo. E rapidamente.
Existe sangue suficiente no corpo humano para doar de forma saudável. Além disso, o volume de sangue doado começa a ser reposto no organismo 24 horas após a doação.

7. Doar sangue não é demorado.

8. Pessoas abaixo de 50kg não podem doar sangue

9. Quem tem tatuagem pode, sim, doar sangue.
Sim, mas é preciso observar há quanto tempo a tatuagem foi feita. A restrição pode ser de 6 a 12 meses após estampar a pele. Este impedimento se deve ao risco de transmissão de agentes infecciosos relacionados a estes procedimentos. Passado esse período, o doador tatuado está apto a ir ao banco de sangue e fazer a sua parte.