Um novo vírus chamado síndrome respiratória aguda grave coronavírus 2 (SARS-CoV-2) ou como ficou conhecida como novo coronavírus 2019 (COVID-19) foi identificado como a causa de um surto de doença que começou na China em 2019 e tem se espalhado rapidamente pelo mundo até que em março de 2020 os EUA declararam pandemia global, e com isso a prevenção contra o vírus se espalhou pelo mundo.

O coronavírus que pertence a uma família de vírus que pode causar doenças como um resfriado comum, porém como é um vírus novo, nosso corpo não tem imunidade e ainda não existe um remédio licenciado contra ele, sua transmissão é por contato próximo como gotículas respiratórias, isto é quando alguém infectado com o vírus tosse ou espirra.

Os sintomas do COVID-19 podem ser de muito leves a graves e incluem febre, tosse e falta de ar.

Algumas pessoas não tem nenhum sintoma, mas eles podem aparecer de dois a 14 dias após a exposição.

As pessoas que correm mais cisco de pegar o novo coronavírus são pessoas de baixa imunidade que estejam passando por algum tratamento como câncer e hemodiálise, acima de 60 anos, aquelas com doenças crônicas como diabetes e doenças cardíacas coronariana.

A OMS (organização Mundial de Saúde) recomenda as seguintes prevenções:
• Evite grandes eventos e reuniões de massa
• Evitar contato próximo (cerca de 1,80 metro) com qualquer pessoa doente ou com sintomas
• Lave bem as mãos frequentemente com água e sabão pelo menos 20 segundos ou use um desinfetante para mãos a base de álcool com pelo menos 60% de álcool,
• Cubra o nariz e a boca com o cotovelo ou um lenço de papel (jogue fora após o uso) ao espirrar ou tossir
• Evite tocar nos olhos, nariz e boca se as mãos não estiverem limpas
• Limpe e desinfete as superfícies que você costuma tocar diariamente

Procure ficar em casa e longe do trabalho, escola e das áreas públicas para evitar o contágio e se você estiver doente, fique isolado em casa e não saia para a rua peça para alguém sair nas ruas por você e procure atendimento médico só em casos graves.