Como não pagar preços abusivos no seguro auto apesar da alta da violência no Rio de Janeiro?

Uma das consequências diretas do aumento nos registros de casos de violência no Rio de Janeiro é a disparada no valor dos seguros automobilísticos. Os reflexos diretos são a baixa adesão e o aumento nos valores da apólice. Desta forma, como fazer ou renovar um seguro auto – um item indispensável – sem ter de pagar altos valores por conta dessa situação? A resposta está nas dicas da equipe da Nit Seguros. Confira:

  1. Corte os supérfluos

Consulte seu corretor de confiança e verifique o que pode ser retirado da cobertura sem grandes prejuízos. Bons exemplos são os seguros que garantem reparos na residência – isso se você já tiver o seguro residencial  ou um oferecido pelo cartão de crédito. Outros pontos são o condutor adicional, se é só você quem dirige o veículo.

  1. Cheque o real valor do seu veículo

Pesquise o real valor do seu veículo no mercado e só faça o seguro seguindo 100% da tabela FIPE se seu carro não é do tipo que desvaloriza com facilidade. Caso contrário, opte por uma apólice que cubra 90% ou 95% da Fipe. Em caso de sinistros, recebe-se menos mas, mesmo assim, o valor ainda vai estar dentro da média do mercado e você ainda pagará menos.

  1. Evite parar o carro da na rua e opte pelos serviços de estacionamento

Isto pode representar uma economia entre 10 e 15% no valor da apólice que tem como algumas das variáveis o modelo do carro e o tipo de contrato. Além disso, dependendo do veículo, o desconto pode ser maior do que o custo com a garagem privativa.

  1. Se possível, abra mão do carro reserva e de diárias do carro sobressalente

Proprietários de carros que contam com bom acesso à rede de transporte público podem, facilmente, abrir mão desses itens e, com isso, diminuir entre 15 e 25% o valor da apólice. Outro fator que ajuda a diminuir valores está na redução do número de diárias do carro sobressalente.

  1. Guincho

Se você tem um cartão de crédito, verifique com a operadora se este serviço está disponível. Em caso afirmativo, pode dispensar, perfeitamente, o guincho da seguradora, o que também promove uma boa economia.